Skip navigation (Press enter)

O futuro dos Esports LATAM - Três Subregiões, Draft e Sistema Academy

All news

Aqui está uma visão de todas as mudanças anunciada para a Região LATAM chegando com a nova season em pouco mais de um mês.

This article is translated. You can find the original here: The Future of LATAM Esports - Three Subregions, Draft and Academy System

Com a ESL deixando o cenário competitivo do R6 na América Latina e a Ubisoft tomando conta da organização dentro da região, uma série de mudanças foram feitas. A região se dividirá em três sub-regiões; o principal é o cenário Brasileiro, seguido do Mexicano e do Sulamericano

Pular para:

Divisão Brasileira

Começando pela Liga Brasileira, os 10 times que irão competir em ambiente LAN em São Paulo assim que for seguro, são:

 Team Liquid - nesk, xS3xyCake, Paluh, psk1, HSnamuringa, Silence e Sensi (os dois coaches) 
 Ninjas in Pyjamas - Kamikaze, Psycho, julio, Muzi e pino
 MIBR - Cyb3r, Bullet1, MKing, cameram4n e Guille (coach)
 FaZe Clan - Astro, mav, yoona, ion, live e Sn4rfx (coach)
 INTZ - Dudds, Vnx, DRUNKKZZ, Vittzzz, bor, Alemao (substituto), JP, e igoor (os dois coaches)
 Black Dragons e-Sports - pzd, wag, Hugzord, Hornetao, Lagonis e sSeiiya (coach)
 Team oNe eSports - reduct, Faallz, LuKid, FelipoX, Rappz, Vivas e Budega (os dois coaches)
 FURIA - Bersa, Miracle, BmH, fredQx, h1ghs, Twister e TchubZ (os dois coaches)
 W7M Gaming - panico, freeao, Guii, pdr1n, HerdsZ e Abreu (coach)
 Santos e-Sports - Mity, DoDo, SkaDinha, cypriSs, Hellraiser e Rovida (coach)

Para os esports da LATAM, o Ano 5 será dividido em dois turnos-- o primeiro de Junho à Agosto e o segundo de Setembro à Novembro. Em cada um dos turnos, os 10 times brasileiros se enfrentarão em partidas MD2 para decidir os melhores times da sub-região, assim como o formato atual do BR6.

Se um time vencer os dois mapas, ele somará 3 pontos na tabela. Se ele vencer um e empatar outro, ele somará 2 pontos. Por outro lado, se ele vencer um e perder outro ou empatar os dois mapas, apenas um ponto será somado, e se um time perder os dois mapas, ele não recebe nenhum ponto.

No final dos dois turno, o ranking final será definido baseado em quem tiver mais pontos. Os quatro primeiros times se classificam para as finais do BR6, onde se enfrentarão para decidir o Campeão Brasileiro de 2020. No mesmo evento, o 10º colocado da tabela da Série A enfrentará o Campeão da Série B (equivalente da Challenger League) em uma repescagem para decidir quem fica com a última vaga na elite do BR6.

As semifinais serão disputadas em partidas MD3 e a Grande Final será em MD5.

Também foi anunciado o retorno da Copa Elite Six, que será disputada no final de cada Turno, dando a chance para os times se classificarem para o Six Major. Disputada ao longo de quatro dias, ela terá os cinco melhores times de cada Turno do BR6 se juntando aos dois melhores times da Divisão Mexicana e com o primeiro colocado da Divisão Sulamericana.

Os oito times serão divididos em dois grupos de quatro equipes, com partidas em MD3 na fase de grupos. Os dois primeiros colocados do BR6 serão os cabeças-de-chave dos grupos, com a fase de grupos sendo disputadas ao longo de três dias.

E no quarto e último dia, os dois primeiros de cada grupo se classificarão para os playoffs, e garantindo suas vagas para o Six Major ao mesmo tempo. As semifinais e a Grande Final serão disputadas em sequência em um formato MD3, definindo no palco o Campeão Latino Americano.

Apesar de não estar confirmado, é provável que todos os oito times do torneio irão receber pontos para a classificação para o Six Invitational, assim como as outras regiões.

Divisão Mexicana

A sub-região mexicana será composta pelos sete times do Cmapeonato Mexicano do ano passado e eles jogarão em um ambiente LAN na Cidade do México assim que for seguro. Enquanto os elencos dos times ainda não estão confirmados, aqui estão as Organizações envolvidas:

 Infinity Academy
 Atheris Esports
 Estral Esports
 Pixel Esports Club
 Timbers Esports
 Chivas esports
 Mexico eSports Team

Para promover ainda mais o muitas vezes esquecido cenário mexicano de R6, os sete times irão competir por uma chance de se tornarem um dos dois times classificados para a Copa Elite Six no final de cada turno, com a qualificação para o próximo Major caso eles terminem entre os dois primeiros de seus grupos.

Divisão Sulamericana

E finalmente, nós temos a divisão Sulamericana, formada por todos os países da América do Sul com exceção do Brasil. Esses times são formados por jogadores predominantemente argentinos, chilenos e peruanos, com as seguintes organizações atualmente confirmadas:

 Nocturns Gaming
 9z Team
 LBS Esports
 Furious Gaming
 Malvinas Gaming
 Coscu Army Esports
 Azules Esports
 Infamous Gaming

Como dito acima, os primeiros colocados irão competir por uma chance de se tornarem os Campeões Sulamericanos e se classificarem para a Copa Elite Six no final de cada turno, com a qualificação para o próximo Major caso eles terminem entre os dois primeiros colocados do seus grupos.

Série B (Challenger League) e Liga Six

A Liga Six, já conhecida pelos fãs, será reformulada para esse ano. Agora, ela terá três torneios que acontecerão mensalmente, em Maio, Junho e Julho, jogados em um formato suíço. É interessante notar, no entanto, que todos os jogadores que tiverem 16 anos ou mais poderão jogar. No final dos três torneios, os oito times que tiverem a maior pontuação se classificarão para a Série B do BR6 (o equivalente à Challenger League).

A Série B terá esses oito times se enfrentando apenas em turno para determinar os quatro melhores que irão para os playoffs. Onde teremos um Campeão da Série B coroado que irá para as Finais no final dos dois turnos de 2020, onde eles enfrentarão o 10º colocado do BR6 Série A em disputa da última vaga na elite.

Até agora, no entanto, faltam detalhes sobre a situação das Divisões Mexicanas e Sulamericanas.

Draft e R6 Academy

A região LATAM também receberá um sistema de R6 Academy e Draft. Os times que estarão disputando a Série A do BR6 poderão formar elencos de Academy. Esses times de Academy poderão jogar a Liga Six e Série B, com a condição que eles não poderão subir de divisão.

Durante as janelas de transferências, os jogadores da Academy poderão se juntar aos elencos principais se as organizações assim desejarem, ou poderão se transferir para outros times.

Em comparação, o sistema de Draft será moldado em relação à NBA e permitirá jogadores que não possuem times a serem contratados por times da Série A ou Academy de cada organização. Para isso, os jogadores interessados devem preencher um formulário de registro e não possuir contrato válido com nenhuma organização.

Os dez jogadores escolhidos -- um por time -- serão decidios pelos times em duas rodadas, com cada time podendo selecionar um jogador por round. Os seis primeiros picks serão para times que não se classificaram para os playoffs da Série A do BR6, com a ordem da seleção sendo definida por um sorteio com chances baseadas na classificação final na tabela do BR6. O processo será repetido na segunda rodada, com os quatro melhores da última temporada podendo escolher os jogadores.

---

Fique de olho aqui no SiegeGG para todas as atualizações nessas e todas as outras ligas anunciadas quando elas começarem em pouco mais de um mês.