Skip navigation (Press enter)

SiegeGG OGA Pit Minor 2019 MVP: Paluh

All news

Após uma das finais de Pro League mais interessantes da história, o Paluh foi nomeado pelo SiegeGG o Jogador Mais Valioso (MVP) do subsequente OGA Pit Minor 2019.

This article is translated. You can find the original here: SiegeGG OGA Pit Minor 2019 MVP: Paluh

Luccas “Paluh” Molina, o excepional entry fragger da Team Liquid foi coroado o MVP pelo SiegeGG após a vitória de seu time nas finais do OGA Pit Season 3 na Croácia este fim de semana.

Paluh durante o primeiro dia do evento

Paluh é um jogador relativamente novo no cenário do R6, tendo se juntado à ascendente GIMP em fevereiro do ano passado antes de rapidamente entrar na Pro League Season 8 na BootKamp Gaming. Onde ele fez uma ótima primeira impressão quando ganhou o título da OGA Pit Season 1 e deixando sua equipe em posição de lutar por uma vaga nas Finais da Pro League ao longo da Season antes de terminar em um terceiro lugar dividido com a Team Liquid e com a Team oNe (agora conhecida como Black Dragons).

Essa performance o fez ser percebido rapidamente e ele se juntou aos até então atuais campeões da Pro League da Team Liquid na próxima temporada junto com Guilherme "gohaN" Alf para substituir José "Bullet1" Victor no time. Onde ele ficou este ano inteiro, tendo terminado nas quartas de final da DreamHAck Winter e no Six Invitational de 2019, antes de terminar em terceiro no Allied Minor, segundo na DreamHack Montreal e em primeiro em ambas as Finais do BR6 e, agora, nas Finais da OGA Pit Season 3.

O elenco completo da Team Liquid com os seus troféus via @rainbow6br’s flickr. Da esquerda para a direita, sentados depois em pé: Silence (Coach), rafa(manager), muringa, Nesk, Paluh, psk1, Sensi (Coach/manager), Zig (streamer), Cláudio Godói (Psicólogo) e S3xyCake.

A Liquid começou as Finais com o que muitos acharam que seria a partida mais apertada do dia contra o time de maioria francesa da Team BDS, mas a Liquid os bateu com um placar de 2-0 (7-4,8-7) em mapas, com Paluh batendo o recorde de maior número de kills em um único mapa, conquistando 27 eliminações no caminho da vitória. Na próxima partida, o elenco mais vitorioso da América Latina enfrentou os americanos da Luminosity Gaming que tomou um rumo parecido, com Paluh garantiu 19 eliminações no segundo mapa e conquistaram um placar de 7-1 e 8-6 e garantiram uma final da Winners entre dois times brasileiros, onde enfrentaram a MiBR.

Essa partida foi muito mais lenta do que as outras que ambos os times brasileiros tinham mostrado até então, acostumados um com os outros, eles foram à 3 mapas pela primeira vez no torneio para a Team Liquid. Enquanto Paluh diminuiu o ritmo nessa MD3 com um rating de 1.10 comparado com o total anterior de 1.77 e 1.58, psk1 cresceu com um K/D de 2.0 e liderou o time à uma vitória com placares de 4-7, 7-3 e 7-4 contra vários antigos parceiros de time.

E então, o dia se encaminhou para uma Grande final MD5, com a Liquid começando com um mapa de vantagem. A Liquid começou no seu próprio pick de mapa em Kafe Dostoyevsky que eles claramente estavam bem preparados em comparação com seus oponentes da SSG, levando o mapa por 7-3, antes da SSG batalhar e vencer o seu pick de mapa no Clube para vencer por 8-6. A Liquid no entanto ainda estava à apenas um mapa da vitória e nesse momento eles deslancharam, com Nesk garantindo mais kills-por-round do que a de Paluh em seu recorde com 20 kills em 10 rounds para vencer o mapa Banco por 7-3 e levar o primeiro título de Minor para a América Latina.

Liquid com o seu troféu:
Da esquerda para a direita: psk1, Muringa, Nesk, xSexyCake, Silence, Paluh and Sensi

Durante o torneio, Paluh conquistou o maior rating do que qualquer outro jogador, com 1.36, à frente de Rampy com 1.20 e Nesk com 1.18, junto com o maior rating em um jogo único com um incrível 1.77 contra a BDS Esports. Para ter um rating tão alto assim, ele foi o único jogador a garantir um KPR acima de 1.0, com 1.4, ficou à frente de Nesk e Rampy mais uma vez, garantiu dois clutches 1vX (atrás dos três de Rampy, Cyb3r e ThinkingNade) e terminou com o maior KOST do torneio com 0.74. Tudo isso foi conquistado com os operadores Sledge e Jager sendo os mais utilizados e ainda incluindo o seu recorde de kills de 27, destruindo o anterior que era de 24.

Devido a tudo isso, ele foi premiado com o título de MVP do evento se tornando assim, apenas o segundo jogador da América Latina a ser coroado, junto com o seu companheiro Nesk.

Estatísticas completas da Team Liquid no evento.

Ele agora se junta a um grupo seleto de MVPs eleitos pelo SiegeGG, vistos a seguir:

  • Six Invitational 2018 - Pengu
  • Finais da Season 7- Nesk
  • Major de Paris - Kantoreketti
  • Finais da Season 8 - Fabian
  • Six Invitational 2019 - Kantoreketti
  • Finais da Season 9 - dan
  • Allied Minor 2019 - Ferral
  • Major de Raleigh - SheppharD
  • DreamHack Montreal 2019 - Beaulo
  • Finais da Season 10 - CTZN

---

Parabéns à Team Liquid pela conquista do título e para Paluh por seu prêmio. Você pode ver todas as partidas do fim de semana aqui, veja nossas notícias de cobertura do evento aqui e veja os highlights de todas as partidas no YouTube aqui!